Compartilhar


Usinas, mini e micro biorefinarias para produção de álcool / etanol no padrão ANP, ração animal, CO2, energia, fertilizante. A partir de mandioca



ETANOL DE PRIMEIRA GERAÇÃO:
Fabricamos biorefinarias para produção de álcool / etanol a partir de cana de açúcar, sorgo sacarino, arroz, milho, aveia, trigo, batata, batata doce, banana, mandioca, manipueira e outras matérias primas. Nossa empresa realiza estudos de viabilidade econômica e financeira, pré-projetos, projetos, licenciamento ambiental, tratativas de financiamento junto ao BNDES e outros bancos, implantação da mini usina e treinamento operacional dos operadores.

E2G - ETANOL DE SEGUNDA GERAÇÃO, PALHAS E BAGAÇOS (Biomassa):
Fabricamos biorefinarias para produção de álcool / Etanol a partir de palha de cana, bagaço de cana, casca de arroz, palha de arroz, palha de milho, palha de trigo, palha de soja, Palha de aveia, sabugo de milho, pé de bananeira, pó de serra e restos de madeira, capim elefante e outras biomassas. Nossa empresa realiza estudos de viabilidade econômica e financeira, pré-projetos, projetos, licenciamento ambiental, tratativas de financiamento junto ao BNDES e outros bancos, implantação da mini usina e treinamento operacional dos operadores.

PRODUÇÃO (BIOMASSA): 200 litros de etanol por tonelada de biomassa a base seca.

BIOMASSAS: Palha e bagaço de cana de açúcar, palha de sorgo sacarino, palha e casca de arroz, pó de serra e restos de madeira, palha de milho, soja, aveia, bananeira, capim elefante e outras.

UMA MINI USINA PODE PRODUZIR:
- Etanol hidradado e anidro carburante para veículos e outros fins;
- Etanol neutro para bebidas, cosméticos, medicamentos, uso doméstico e outros fins;
- Silagem para racão animal, quando produzido a partir de cana de açúcar ou sorgo sacarino;
- Farelo para ração animal, aves e peixes, quando produzido a partir de Arroz, milho, batata, batata doce, mandioca, aveia, trigo;
- Energia elétrica a partir da vinhaça;
- CO2 para utilização em indústrias de bebidas.

ÚNICA MINI USINA HOMOLOGADA E CREDENCIADA PELA ANP (AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO E GÁS) E PELA ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos).

Um projeto único no mundo e totalmente sustentável, a mini-destilaria social e inteligente, criada numa parceria entre três empresas: a USI - Usinas Sociais Inteligentes, do Rio Grande do Sul, a Fundição Água Vermelha, de Sertãozinho, SP e o Grupo e-usinas (www.e-usinas.com.br), de Piracicaba, SP.

Trata-se de uma das maiores iniciativas para fornecer a pequenos produtores, cooperativas, empresas e prefeituras a possibilidade da produção do seu próprio Álcoo/Bioetanol por meio desta miniusina inovadora. O empreendimento poderá ser credenciado pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), Ministério da Agricultura (MAPA), já estando cadastrada no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O equipamento é capacitado para a moagem de 40 a 50 toneladas de cana por dia e produção diária de 500 a 5 mil litros de etanol a preços competitivos. Temos unidades com capacidade de prudução maior. Exemplo: 10,20,30 mil litros dia ou mais.

A aquisição da mini-destilaria traz grandes benefícios aos produtores, a começar pela possibilidade de credenciamento junto a ANP para fornecimento de álcool etílico combustível para fins automotivos. “Além de ser uma iniciativa inovadora, a usina inteligente também garante redução de custos com transporte do produto primário à refinaria e geração de empregos em áreas rurais”, complementa o diretor-presidente da FAV, Osvaldo Mazer. A empresa sertanezina está sendo responsável pelos equipamentos de moagem, a moenda da biorrefinaria.

ETANOL PRODUZIDO PELA MINI USINA:
Etanol Hidratado Carburante
Utilizado diretamente nos motores dos veículos.

Etanol Anidro Carburante
Utilizado como aditivo na mistura com a gasolina.

Álcool Etílico Hidratado Neutro:
É o álcool de melhor qualidade, virtualmente isento de impurezas, sendo próprio para qualquer aplicação que envolva o consumo humano ou veterinário. Sua qualidade olfativa é superior e típica de álcool, por não apresentar impurezas, que lhe confere padrão necessário para utilização na indústria farmacêutica, cosmética, bebidas e alimentos.

Álcool Etílico Hidratado Industrial:
É o álcool utilizado em uma grande variedade de produtos industriais. Sua qualidade atende à necessidade das aplicações específicas. Em geral é requerida a graduação alcoólica mínima de 95,12% v/v (92,6%m/m), e teores relativamente baixos de impurezas.

Álcool Etílico Anidro Industrial:
É o álcool para aplicações industriais com restrição à presença de água. A graduação alcoólica mínima é 99,6% v/v (99,3%m/m) e o teor de água é controlado em máximo de 0,4% v/v (0,7% m/m). As impurezas são controladas para cada aplicação. As principais utilizações do álcool anidro industrial são como reativo e solvente na indústria química e de embalagens.

Álcool Etílico Anidro Neutro:
É o álcool 100% v/v, e o teor de água controlado em máximo de 0,06% v/v (0,1% m/m). Seu alto grau de pureza e superior qualidade olfativa permitem sua utilização na indústria cosmética, farmacêutica, alimentos e analises.

Destilado Alcoólico:
É o álcool a 80% v/v, destinado principalmente na elaboração de bebidas. As impurezas são controladas para atender as aplicações.

Açúcar mascavo
O açúcar mascavo tradicional é um alimento obtido diretamente da concentração do caldo de cana recém-extraído. Este processo elimina o uso de aditivos químicos para o processo de branqueamento e clarificação. Sua cor pode variar do dourado ao marrom-escuro, em função da variedade e da estação do ano em que é a cana é colhida.

A mini usina produz Etanol hidratado Carburante, para qualquer outro tipo de álcool, etanol ou açúcar mascavo, deverá ser adquirido novos equipamentos.

PARA QUE PODE SER VENDIDO O COMBUSTÍVEL PRODUZIDO NAS MINI USINAS?:
Empresas, que podem abastecer sua frota de veículos bem carro dos funcionários, com um com combustível renovável e abaixo do preço de mercado;

Associações comerciais e outras associações, que podem ter seu próprio combustível para sua frota e para os veículos de seus associados.

Cooperativas, que podem produzir o combustível para seus cooperados e outras empresas;
Órgãos públicos (Prefeituras), que podem produzir seu próprio combustível renovável e menos poluentes para sua frota.

ONDE O COMBUSTÍVEL PODE SER UTILIZADO:
As biorefinarias foram desenvolvidas com tecnologia simples, preservando questões sociais e ambientais, com baixo consumo de energia e custos reduzidos de manutenção. O combustível produzido pode ser usado em automóveis, motos, geradores de energia elétrica, fogões, tratores, aviões agrícolas e outros.

TOTAL APROVEITAMENTO DA MATÉRIA PRIMA:
A mini usina foi projetada para um aproveitamento total da matéria prima. Após o esmagamento da cana, sorgo ou outra matéria prima pela moenda, o caldo é peneirado e direcionado as dornas para fermentação para produção do Bioetanol.

A matéria prima, cana e sorgo devem ser colhidos com uma forrageira, que já pica a Cana/Sorgo durante a colheita.

A moenda foi projetada para não extrair a totalidade do caldo, sobrando assim um bagaço rico que pode ser destinado à alimentação animal, bovinos (Corte e leite), suínos, ovinos e peixes. Este bagaço da cana/sorgo pode ser utilizado in natura diretamente no coxo para alimentar um confinamento ou então ser armazenada (empacotada) hermeticamente e ser vendida no mercado como feno, para utilização posterior como silagem em época de seca.

EXTRAÇÃO TOTAL DO AÇÚCAR:
Temos também, mini usinas onde a extração do caldo é total. Como em uma usina convencional. Nesse caso a produção de etanol é maior com. A produção de 1200 litros dia pode ser obtida com aproximadamente 13 toneladas de cana. O bagaço poder ser queimado na caldeira.

Exemplo:
USINA DE 1200 LITROS DE ETANOL DIA - BARRAÇÃO DE 10X15 METROS
Necessita 25 toneladas de cana das quais será extraído:
1200 litros de etanol;
12,5 toneladas de silagem, ração animal;
CO2 para indústria de bebidas;
Energia elétrica a partir da vinhaça;
16 mil litros de vinhaça, biofertilizante para fertirrigação

O vinhoto ou vinhaça é utilizado como fertilizante orgânico para adubar a lavoura, reduzindo extremamente o uso de adubos químicos, finalizando assim o ciclo completo da produção sustentável do Bioetanol.

Exemplo 2:
USINA DE 1200 LITROS DE ETANOL DIA A PARTIR DE BATATA DOCE
Necessita 8 toneladas de batata doce/Batata das quais será extraído:
1200 litros de etanol;
1,2 toneladas de farelo, ração animal;
CO2 para indústria de bebidas;
Energia elétrica a partir da vinhaça;

MATÉRIAS PRIMAS UTILIZADAS:
Além da cana-de-açúcar, a mini-destilaria permite a produção de etanol, especialmente na entressafra, a partir de outras matérias-primas, como mandioca, sorgo sacarino, milho, arroz, batata doce entre outras, podendo ser utilizada também por produtores que não têm qualquer relação com o setor sucroenergético.

CUSTO DE PRODUÇÃO:
O custo de produção do Bioetanol se estabelece entre R$0,70 e R$ 1,10 o litro a 95º GL.

CAPACIDADE DE PRODUÇÃO DE ETANOL POR MATÉRIA PRIMA, PODE HAVER VARIAÇÃO
Cana-de-açúcar: 70 a 90 litros por tonelada;
Sorgo Sacarino: 40 a 60 litros por tonelada;
Mandioca: 300 a 400 litros por tonelada de matéria seca;
Batata doce: 300 a 400 litros por tonelada de matéria seca;
Batata inglesa e outras: 300 a 400 litros por tonelada de matéria seca;
Milho: 300 a 400 litros por tonelada de matéria seca;
Arroz: 420 a 450 litros por tonelada de matéria seca.

Biomassa (Bagaço, casca de arroz, palha de arroz e outras palhas): 200 litros de etanol por tonelada de biomassa a base seca.

PROPRIEDADE RURAL AUTO SUTENTÁVEL:
A aquisição da mini usina pode tornar uma propriedade auto-sustentável, pois pode produzir o combustível (Etanol), para seus veículos, máquinas agrícolas, ração animal para produção de carne e leite, além de energia elétrica que pode ser produzida por geradores flex movidos a etanol.

As três empresas envolvidas já aumentaram suas linhas de produção e montagem para suprir as necessidades do mercado. Para viabilizar uma biorrefinaria, há recursos especiais que podem ser conseguidos junto ao BNDES, PRONAF ECO , MICRO BACIAS 2 E OUTROS. "Na realidade, todos têm a ganhar com o projeto, que não requer grandes investimentos ou infra-estrutura complexa", salienta Dirceu Martins Azevedo, diretor do Grupo e-usinas.

Segundo Francisco Mallmann, da USI, “Com o apelo mundial por energia limpa e renovável, a utilização de Mini-destilarias em comunidades, associações, cooperativas, prefeituras, e propriedades rurais, vão se tornar uma realidade mundial. Todos os elementos da cana podem ser utilizados, inclusive o bagaço e o vinhoto. Tudo, claro, tem destinação no desenvolvimento sustentável e na qualidade de vida”.

O equipamento, com patente requerida junto ao INPI, levou quatro anos de desenvolvimento tecnológico e contou com a parceria das três empresas e o apoio de entidades como UFRGS, UFSM, ITP, Embrapa, Emater, Banco Mundial, Projeto Gaia e ABIMAQ.

PROCESSOS:
- Versatilidade – uso de diferentes matérias-primas: amido e sacarose
- Homogeneidade – produção contínua, homogênea e sustentável
- No cook process – processos simultâneos de hidrolização/sacarificação/fermentação
- Co-produtos do processo podem ser usados pelos agricultores como biofertilizante e alimentação animal
- Geração de empregos em áreas rurais
- Logística – redução de custos com transportes de matéria-prima à biorefinarias
- Melhor distribuição dos benefícios gerados pela lavoura
- Baixo impacto ambiental

EQUIPAMENTOS:
- Baixo investimento para a construção do módulo de biorefinaria;
- Baixo consumo de energia
- Baixo custo em manutenção dos equipamentos
- Sistemas contínuos, seguro, automático e compacto
- Produção renovável de bioethanol (cana-de-açúcar, sorgo, sacarino, batata doce, mandioca e cereais)
- Utilização de multimatéria-prima como fonte de energia nas caldeiras (lenha, bagaço e casca de arroz) sistema contínuo de produção de bioetanol (95,1°GL à 20°C) de 50 a 1.000.000 de litros por dia

HISTÓRICO:

Missão
USI Biorefinarias busca a plena inserção neste conceito apresentando “soluções virtuosas com conhecimento sistêmico, visão solidária, resgate da capacidade de analise da população e das autoridades, recuperando a resiliência dos ecossistemas (sustentabilidade energética)”. Realizar a inclusão energética sustentável.

Diferencial do Produto
Trata-se de um projeto estratégico, com 4 (quatro) anos de desenvolvimento tecnológico, em parceria com as entidades e empresas, tais como: UFRGS, UFSM, ITP, EMBRAPA, EMATER, BANCO MUNDIAL, PROJETO GAIA, Grupo e-usinas de Piracicaba/SP, ABIMAQ e FAV – Fundição Água Vermelha – Sertãozinho-SP.

Onde vão chegar as Miniusinas:
Com o apelo mundial por energia limpa e renovável, a utilização de Miniusinas em comunidades, associações, cooperativas, prefeituras, e propriedades rurais, vão tornar-se uma realidade mundial, e a USI com o seu pioneirismo busca seu espaço neste mercado que está se abrindo;

Homologação junto aos órgãos competentes:
A USI montou um projeto em São Vicente do Sul, utilizando o equipamento por ela produzido, o qual obteve: - Junto a ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis o Certificado de Cadastramento de fornecedor de Álcool Etílico Combustível para fins Automotivos; - Junto a FEPAM – Fundação Estadual de Proteção Ambiental – Licença Única de Instalação e Operação e – Junto ao MAPA – Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Cadastro no departamento da cana-de-açúcar e Agroenergia e certificação ABIMAQ.

DETALHES DOS FINANCIAMANTOS ( ATÉ 5 ANOS PARA PAGAMENTO, 12 MESES DE CARÊNCIA PARA INÍCIO DOS PAGAMENTOS)

BNDES
Códigos de financiamento BNDES:
2506407 - MINI USINA DE BIOCOMBUSTIVEL USI 400 (Quinhentos litros dia)
2506382 - MINI USINA DE BIOCOMBUSTIVEL USI 1000 – (Hum mil litros dia)
2506399 - MINI USINA DE BIOCOMBUSTIVEL USI 2000 – (Dois mil litros dia)
2872916 - MINIUSINA DE BIOCOMBUSTIVEL USI 5000 (Três, quatro e cinco mil litros dia)
- FIN - Linhas BK, Produtos FINAME e FINAME Leasing para Indústria, Comércio e Serviços (Finamizável),
- Agrícola - Linhas BK, Produto FINAME Agrícola (Finamizável),
- Trator IMPLEM - Programa MODERFROTA / Tratores e Implementos (Finamizável).

MICRO BACIAS 2 - SOMENTE ESTADO DE SÃO PAULO:
Condição: Até 70% do valor da compra, subsidiado pelo estado. Exemplo: Até 70% do valor financiado não precisa ser pago (Investimento a fundo perdido). Financiamento e informações através da CATI, Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, Secretaria de Agricultura e Abastecimento, Governo do Estado de São Paulo - http://www.cati.sp.gov.br. Financiamento voltado a cooperativas de produtores e associações.


MAIS INFORMAÇÕES:
Dirceu Martins de Azevedo
Grupo e-usinas | Diretor
America Biomass Technologies | Operations Director
Fone/Phone: (19) 3427-1691 (Diretor/Direct)
America Biomass Technologies | Operations Director
Celular/Mobile: (19) 982-629-083 (Tim) (Direto/Direct)
Celular/Mobile: (19) 999-117-203 (Vivo) (Direto/Direct)
Celular/Mobile: (19) 989-229-053 (Claro) (Direto/Direct)
E-mail: dirceu@e-usinas.com.br
MSN: dirceuazevedo@hotmail.com
Skype: dirceu.martins.de.azevedo



HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink
HyperLink